Marketing Pessoal é fundamental seu crescimento


Park Office 08.ago.2019 Comportamento

Marketing Pessoal

Para desenvolver qualquer plano de Marketing, seja ele pessoal ou não, é preciso identificar primeiro que tipo de qualificações você tem e como elas podem ser utilizadas pelo mercado de trabalho.

Aplicando técnicas como a definição de visão, missão e valores e a utilização da matriz SWOT para entender como se pode competir com outros profissionais, dá para planejar o seu Marketing Pessoal e criar uma estratégia excelente para divulgá-lo. Veja!

1. Identifique sua missão, visão e valores

Para trabalhar como uma marca, é preciso definir parâmetros que lhe posicionem tal qual uma. Missão, visão e valores vão lhe orientar nesse sentido.

A missão é composta pelos motivos que lhe movem e aquilo que pretende entregar para os clientes. Ela norteia primeiramente a estratégia de um negócio ou pessoa para deixar os objetivos dela explícitos.

Uma visão, portanto, é um planejamento de longo prazo. Onde você pretende estar em alguns anos e que papel planeja ter como profissional ao chegar lá? Os valores são em primeiro lugar, o que orienta a sua postura profissional e funcionam como alicerces de um bom Marketing Pessoal.

Utilizar esses parâmetros lhe fará entender que mensagem você precisa passar para  conquistar seus clientes.

O Instituto de Potencialidades Humanas é uma empresa que traz à tona as potencialidades do indivíduo, através da identificação de sua estrutura de pensamento, visando promover as capacidades, dinamizando o alcance de seus objetivos pessoais.
Conheça o Instituto de Potencialidades Humanas.

2. Pratique o autoconhecimento com a Matriz SWOT

O Marketing Pessoal pode utilizar todos os elementos da matriz SWOT para se guiar. Forças, fraquezas, ameaças e oportunidades são sempre úteis quando é necessário definir um planejamento de Marketing.

Faça uma lista com aquilo que o coloca à frente da competição, os problemas que pode enfrentar para conseguir espaço no mercado, o que ainda não faz bem e os nichos em que pode atuar para amplificar seus resultados.

A matriz lhe ajudará a entender que tipos de qualificações devem ser obtidas para se tornar um profissional completo, quais empresas precisa abordar para concretizar seus objetivos e o que deve listar como argumento para a sua contratação.
Tudo funciona melhor ao ser colocado no papel ou melhor na sua agenda. Tem varias ferramentas disponível no Google, ache a que melhor para você

Agora que você já sabe o que é preciso para criar um bom plano de Marketing para si mesmo, vamos para os próximos passos que te ensinarão como colocar a estratégia em prática!

3. Navegue bem pelas redes sociais

As redes sociais são uma oportunidade para fazer Marketing acessíveis a todos os profissionais. Ganhar destaque nelas depende apenas de entender como funcionam e fazer um bom trabalho. Uma marca maior pode até ter mais visibilidade ao ingressar na internet, entretanto, a sua pode se destacar por conteúdo de alta relevância, e logo passar um concorrente que dispõe de mais recursos.

Como o custo de promover-se nas redes sociais é muito menor do que aquele necessário para fazer um anúncio tradicional, profissionais encontram na web oportunidades de fazerem suas marcas pessoais crescerem.

4. Faça networking

Um bom networking também é importante para o Marketing Pessoal. Participar de eventos na sua área, entrar em contato com empresas que contratam os serviços que você presta e manter um relacionamento com outros profissionais vai ajudá-lo a encontrar um volume maior de oportunidades de trabalho e propostas melhores.

5. Comece a operar como um consultor virtual

Blogs são uma oportunidade de se transformar em um consultor virtual. Por exemplo falando de suas experiências e comentando como marcas podem se beneficiar daquilo que faz, em posts explicativos capazes de demonstrar sua expertise, você se transforma em um tipo de “consultor virtual”, alguém que as pessoas procuram quando têm uma dúvida sobre assuntos específicos.

6. Cuide do seu visual

Marketing pessoal não é só aparência, mas é também visual. Ainda que o ambiente organizacional seja mais flexível, há cuidados que precisam ser mantidos.

Nessas horas, vale o bom senso de compreender onde você está.O ponto é: seu visual demonstra a imagem que você deseja passar para os outros.

Além disso, para trabalhar o seu marketing pessoal não é preciso, necessariamente, investir em roupas de grife, mas sim cuidar da aparência e da higiene.

Barba bem aparada para os homens e acessórios sem muitos exageros para as mulheres são uma boa dica. Em um sociedade que valoriza tanto a aparência, goste você ou não, seu visual é o seu cartão de visitas.

7. Desenvolva uma marca para identificá-lo

Ter uma maneira de identificar você, torna a divulgação do seu trabalho mais fácil. Por isso, construa uma logo que seja única para o seu website ou assinatura de e-mail. As pessoas aprenderão a associá-la a você e o reconhecimento funcionará a favor da credibilidade.

8. Envolva-se com projetos que lhe darão destaque

Precisa constituir um portfólio que realmente se diferencie dos demais? Que tal fazer trabalho voluntário?

Muitas ONGs precisam de ajuda e você pode oferecê-la recebendo em troca divulgação. As tarefas pro bono lhe ajudam a ganhar experiência e, geralmente, oferecem mais liberdade criativa podendo envolvê-lo tanto na execução quanto no planejamento de estratégias.

9. Mantenha contato constante com seus clientes

Para um bom Marketing Pessoal, é preciso jamais se esquecer dos clientes que atendeu no passado. Faça uma lista com o contato deles e portanto mantenha comunicação.

Há uma grande probabilidade de que eles precisem dos seus serviços novamente e um relacionamento bem nutrido fará com que eles se lembrem sempre de você em primeiro lugar.

10. Aprenda a argumentar a seu favor

Além disso, não se esqueça de desenvolver um pitch. Esse modelo de contato, que relembra suas qualificações e antecede uma proposta, é muito eficiente ao conhecer novos clientes. Ele aumentará as conversões se for adaptado constantemente de acordo com as respostas que obtém.

11. Conte boas histórias

Uma característica constante dos principais líderes, empreendedores e empresários de sucesso, acima de tudo é que eles contam e constroem boas histórias. Basta lembrar do Steve Jobs e seus inúmeros discursos como exemplo.

Portanto, para chamar a atenção para você e seu trabalho, a habilidade de Storytelling pode ajudar muito!

12. Esteja ligado no que acontece no mundo

Já que estamos batendo bastante na tecla da comunicação, não ignore o que acontece na sociedade.Se estar bem informado é algo que já faz parte da sua rotina, ótimo, pois demonstra competência. Se não for o caso, ainda há tempo de mudar.

Afinal, você não vai querer ficar perdido no assunto quando as pessoas ao seu redor estiverem falando sobre atualidades, não é mesmo? Ou, ainda, ficar sem resposta quando alguém perguntar sua opinião sobre determinado assunto.

Então, procure acompanhar as principais notícias diariamente, seja do jeito que for. Com os meios digitais, não há desculpa para agir diferente.

13. Honre seus compromissos e seja pontual

Sabe aquela conversa de que é charmoso chegar atrasado? Em um encontro romântico pode até ser, mas, no universo corporativo, essa não cola. Se você quer fazer um bom marketing pessoal, nada de seguir o (mau) exemplo de profissionais que estão quase sempre atrasados ou em cima da hora para compromissos e prazos de entrega.

Há quem faça isso de modo consciente, tentando demonstrar um senso de heroísmo para dar conta de uma rotina incrivelmente atribulada. É um erro, uma armadilha, uma autossabotagem.

Quer uma dica? Aprenda a gerenciar melhor o seu tempo. De preferência, tente sempre chegar com 10 minutos de antecedência a todo e qualquer compromisso.Esse cuidado passa uma imagem de pessoa comprometida e interessada.

14. Seja um bom líder

capacidade de liderar é cada vez mais vista como um diferencial importante.Ser capaz de inspirar a equipe e se tornar uma referência para ela é também mostrar o seu valor.

Mas essa é uma competência que aparece em várias outras situações, inclusive na forma como você conduz a sua vida pessoal e profissional.Será que você demonstra ser o líder do próprio desenvolvimento?

Seja no que fala ou nas atitudes, faça jus às expectativas que depositam em você. Tenha uma postura de liderança.

Compartilhe